sexta-feira, 12 de julho de 2013

12 de julho

O tucano Luiz Henrique Vianna propôs, a Câmara aprovou e o "prefeito-bonitão" (de acordo com o DP, claro) sancionou: por lei, neste 12 de julho passamos a comemorar o Dia do Poeta Pelotense.

Constata-se, com essa oportuna iniciativa, que os edis locais estão atentos ao "clamor das ruas".

O próximo passo na senda de homenagens aos poetas desta terra será convencer o Conselho Deliberativo do Esporte Clube Pelotas a alterar o nome do estádio áureo-cerúleo, o qual deverá ser rebatizado de Boca do Lobo da Costa.

5 comentários:

  1. Atendendo ao "clamor do DUNAS" a próxima tabelinha da dupla bicuda deveria resultar no projeto de lei que proibiria o trabalho braçal em Pelotas.

    Todavia o projeto de lei permitiria que negros, pardos e índios pudessem trabalhar como domésticos e na limpeza urbana da Princesa do Sul.

    Não seria considerado como trabalho braçal a assinatura de escrituras públicas de compra e venda, arrendamentos e contratos de aluguel.

    ResponderExcluir
  2. É, Ângelo, o BF voltoiu das férias com tudo! Vida longa ao BF.

    ResponderExcluir
  3. Tirem as patas da poesia, nem ela salvou-se de se prestar como disfarce para esses inúteis, quantos livros de poesia leu o "bonitão"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leu Le Petit Prince, no original, Ângelo...

      Excluir
  4. Ele é o próprio "príncipe" da monarquia gaúcha.

    ResponderExcluir